Blog

Como elaborar um portfólio cultural relevante

Como elaborar um portfólio cultural relevante

Os editais de cultura exigem a apresentação de um portfólio cultural como item obrigatório e importante para a pontuação do projeto. Algumas leis de incentivo também exigem esse item como eliminatório. Então, esse é, definitivamente, um dos itens mais importantes, que irá demonstrar a sua capacidade de fazer a gestão correta e eficiente de um projeto. Fiz um vídeo explicando como eu elaboro os meus portfólios na prática. Se quiser assistir, clique aqui. 

Um portfólio de qualidade possui algumas características específicas: é objetivo, esteticamente agradável e completo. Algumas pessoas pecam em não saber falar de si e não apresentam todo o potencial que possuem enquanto produtores culturais. Com essas dicas que irei dar, o seu portfólio terá grandes chances de sucesso! Vamos lá? 

  1. Mantenha uma pasta reunindo tudo o que você já fez

É de grande importância que o produtor cultural tenha catalogado em uma pasta (de preferência em uma nuvem, onde você não corre o risco de perder) tudo que for relacionado a seus projetos: clipping, release, produtos, notícias, prints e todos os outros materiais que você pode reunir sobre um evento cultural. Dessa forma, é possível comprovar tudo o que já fez sem o risco das coisas se perderem com o tempo. 

  1. Capriche no design

O conteúdo é o que mais vale, porém um design esteticamente agradável consegue conquistar corações! Em plataformas como o Canva, por exemplo, você consegue achar modelos prontos onde você só insere as informações e imagens. Se for possível, é válido até mesmo contratar um designer que realize esse trabalho para você. Aqui também vale procurar referências para você se inspirar.

  1. Tenha certeza que seu nome estará na ficha técnica

Se o seu nome não estiver presente nos produtos culturais que você participou, torna-se difícil comprovar que você esteve lá. Peça para o designer que o seu nome esteja incluído nos releases e ficha técnica, até mesmo depois que o evento já passou. Esse é um item extremamente importante, então faça questão de botá-lo em prática! Caso um evento passado que você participou não tenha o seu nome, peça para o responsável ou um designer incluir (desde que você tenha de fato participado). 

  1. Defina uma ordem de apresentação

A ordem de apresentação de seus trabalhos também deve ser bem pensada. Tente colocar os projetos maiores e com melhores resultados em primeiro e último lugar dentro da sua apresentação, de forma que a pessoa que for analisar o portfólio começará e terminará a leitura com boas impressões.

  1. Vale tudo!

Não é só folder que conta em um portfólio: diplomas, notas fiscais, contratos, prints de vídeos no youtube, matérias de jornal, tudo conta. Aproveite pra fazer aquela limpa nos seus arquivos e lembre-se (novamente) de sempre guardar todo esse material nas suas pastas na nuvem daqui pra frente. 


Gostou das dicas? Toda semana nós atualizamos o blog com conteúdos novos e de muito valor! Siga-nos também no Instagram e YouTube para não perder nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?