Blog

O que seu projeto precisa para ser aprovado em fundos de incentivo à cultura e editais? Descubra aqui!

O que seu projeto precisa para ser aprovado em fundos de incentivo à cultura e editais? Descubra aqui!

 

 

Para dar vida à sua realização cultural é possível recorrer a vários meios. A captação de recursos pode ser feita através das leis de incentivo e, também, pelos fundos de estímulo à cultura. Grandes empresas, como Caixa, Banco do Brasil e Itaú, apresentam programas do tipo. Mas a pergunta que fica é: como conseguir a aprovação do seu projeto cultural?

Para obter sucesso é preciso conhecer as particularidades da proposta. Cada empreendimento estabelece as suas regras, então, é necessário compreendê-las a fundo. Isso é diferente de utilizar uma lei de incentivo, por exemplo, pois ela se aplica de forma igualitária. Depois disso, é o momento de colocar a mão na massa rumo à aprovação do seu projeto.

Quer entender melhor? Então venha descobrir como conquistar o sinal verde para aprovação do seu projeto em fundos de incentivo à cultura.

Conheça o edital com profundidade

Quando uma entidade cria um fundo de incentivo à cultura, ele tem objetivos bem específicos. Acima de tudo, deseja associar sua marca a realizações de qualidade e, para isso, são criados critérios de seleção.

Veja a Ambev. Em sua política de patrocínio, a empresa é tendenciosa a apoiar projetos que intensifiquem o reconhecimento de seus produtos, que atuem na responsabilidade socioambiental e/ou que incentivem o consumo consciente. Então, sua proposta deve se enquadrar nesses moldes para garantir a aprovação.

Antes de iniciar uma ação, leia o edital e conheça todas as suas particularidades. Será mais fácil quando, já sabendo quais são as exigências, dar continuidade à próxima etapa.

Descreva as informações com clareza

Uma boa estratégia para ter o seu projeto aprovado através dos editais é demonstrar o valor da realização. É preciso mostrar que ele é, além de viável, vantajoso. Para fazer a marca ou a banca de an;alise perceber esse aspecto, as informações têm de ser trazidas de forma clara.

No caso da Caixa Cultural, por exemplo, a proposta tem de ser apresentada com certos elementos. Inclusão social, resgates da cultura brasileira, inovação ou interatividade são alguns pontos. Então, não basta apenas mostrar o objeto cultural — é preciso explicar como ele se encaixa em uma ou várias dessas categorias.

Informações claras, precisas e atraentes contam muitos pontos a favor. O grande objetivo é convencer a outra parte que a sua realização pode ser um sucesso e atingir os interesses específicos previstos pelas contrapartidas.

Fique de olho nos detalhes

Imagine cuidar de todos os aspectos para, no final, receber a rejeição porque você deixou passar batido um detalhe? É o que acontece ao não observar, por exemplo, a obrigação dos formatos dos arquivos.

No Itaú Rumos Cultural, o orçamento é enviado em formato de Excel. Já as imagens somente podem estar no formato JPG ou PNG. Para completar, o limite é de 10 MB por arquivo. Ao respeitar esses aspectos, será mais fácil fazer a submissão conforme o previsto e aumentar as chances de obter o “sim”.

Não ignore os detalhes e fique de olho em todas as questões como tamanho e formato de arquivos, prazo para inscrição e elementos extras que ajudam a contar pontos na avaliação.

Saiba como colocar uma boa ideia no papel

Ter uma boa ideia é o primeiro passo para ter o seu projeto cultural aprovado. Afinal, é preciso que a realização tenha valor e seja interessante para despertar o interesse dos responsáveis pelos fundos.

No entanto, não basta apenas pensar no que fazer. É fundamental criar uma proposta viável e que atenda às regras. Dessa forma, você aumenta suas chances de concretizar o seu projeto.

O indicado é que você não abra mão de se qualificar. Busque novas formas de aprender, conheça os projetos que já foram aprovados e não deixe de estudar. Assim, é possível se preparar para vencer a etapa!

Os fundos de incentivo à cultura são uma forma de trazer vida à sua proposta. Com essas dicas, você saberá como ter o seu projeto cultural aprovado e poderá aproveitar a possibilidade!

Agora, que tal entender como muitos empreendimentos tomam essa decisão? Veja como a escolha de um patrocínio cultural para a empresa deve ser justificada e aprenda mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?