Blog

Você sabe o que os patrocinadores realmente querem?

Você sabe o que os patrocinadores realmente querem?

Hoje traremos respostas valiosas sobre o que mais buscamos: entender a mente do patrocinador, para convencê-lo a apoiar o nosso projeto cultural. Para isso, trago cinco dicas que foram repassadas em uma conversa que tive com Gislaine Hollenbach, ex-diretora de patrocínios da Claro por seis anos. Ela me revelou erros e acertos de proponentes, artistas e produtores, o quais eram os critérios que faziam toda a diferença para que ela escolhesse determinados projetos para serem patrocinados pela Claro. São dicas que realmente funcionam, de alguém que avaliou centenas de projetos de patrocínio e trabalha ativamente nesse mercado.

O que caracteriza um bom projeto é ele ser bem desenvolvido e estruturado, e assim você conquista o coração das marcas que mais têm a ver com a sua proposta. Aqueles que conseguem boas captações em editais possuem algumas características em comum que, quando acompanhados de uma boa apresentação, têm tudo para dar certo! Vamos lá ver quais são elas?

1 – Tenha as ideias de ativação de marca bem definidas:

Trazer ideias de ativações de marca (que é o conjunto de ações e experiências relacionadas à marca que geram valor ao evento e ao público) é de grande importância na hora de conseguir um patrocínio. O marketing das empresas já é extremamente demandado, então o fato de você ajudar a criar ativações e contrapartidas é muito valorizado. Seja criativo! Um exemplo mencionado na live é o do Festival CoMA, onde a Claro fez o Clarokê, um karaokê que se manteve cheio durante o evento, tendo até mesmo a participação de artistas que tocaram no festival. Outro exemplo citado é o do PicNik, onde um kart para o dia das crianças foi um grande sucesso. Além disso, é importante que as ações sejam compartilháveis e “instagramáveis”, assim o alcance é maior e, consequentemente, o retorno da ação.

2 – Tenha paixão pelo seu projeto:

Você deve conhecer o seu projeto o suficiente para ser apaixonado por ele. Isso significa que você deve olhar cada ponto dele e identificar possíveis brechas ou pontos de melhoria. Assim, ao apresentá-lo, você estará preparado para qualquer pergunta, com soluções práticas e tangíveis. Lembre-se que o seu projeto deve passar o máximo de credibilidade, afinal é o dinheiro de outras pessoas que está em jogo. Questione-se para aprender!

3 – Use da insistência (mas sem abusos!)

Por mais curioso que pareça, ser um pouco insistente é um fator que pode ajudar o seu projeto a conseguir o patrocínio. Mas tome cuidado! Insistir não é ser inconveniente, tenha tato para não ultrapassar esse limite e acabar sendo visto de uma forma negativa.

4 – Procure entender os valores do seu patrocinador

Você já se perguntou como gostaria de ser representado? Coloque-se no lugar da marca! Pense, depois de estudá-la, em qual tipo de ativação combina com os valores da empresa, quais as dinâmicas que seriam mais interessantes de serem feitas.

O patrocínio do projeto deve agregar valor à marca, já que é como o público irá percebê-la após o evento. Quanto mais compartilhável, agradável aos olhos e interativo, melhores são os resultados e a chance de garantir um patrocínio novamente no futuro. Você também deve pensar que a empresa pode não estar diretamente efetuando uma venda de produto ali, mas sim proporcionando uma experiência, que deve ser a mais agradável possível.

5 – Apresentação de patrocínio e bom português

Ao mostrar o seu projeto para um provável patrocinador, não fique somente nos textos. Trabalhe com imagens que ilustram a sua ideia e um diferencial é já ter a proposta de ativação da marca pronta. Seja criativo, pesquise referências e mostre que o seu projeto é promissor e diferente de tudo o que tem por aí. Além disso, aposte em um projeto bem escrito, revisado e com uma ortografia correta. Lembre-se que todos esses pontos, somados, contam bastante para que o seu projeto tenha uma boa avaliação.

Gostou das dicas? Quer tirar de letra o próximo patrocínio? A Arte em Curso te ajuda, é só clicar aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?