Blog

O que é marketing 3.0 e porque o patrocínio cultural e esportivo é a melhor ferramenta para essa nova forma de se pensar marketing?

O que é marketing 3.0 e porque o patrocínio cultural e esportivo é a melhor ferramenta para essa nova forma de se pensar marketing?

Ao longo dos anos, a forma de produzir, de vender e de se relacionar com os clientes mudou muito. Hoje, os negócios têm que lidar com o chamado marketing 3.0, uma abordagem moderna e que está presente na vida das pessoas. Por meio dessa estratégia, é possível se conectar com os indivíduos e fortalecer a marca.

Entre os recursos que podem ser usados estão o patrocínio cultural e o esportivo. Com uma boa política de atuação, a empresa consegue aproveitar os maiores princípios nessa nova onda de marketing.

Para saber como aplicar isso na sua realidade, entenda melhor o marketing 3.0 e descubra como incluí-lo em seu cotidiano.

Afinal, o que é marketing 3.0?

O marketing está totalmente ligado ao comportamento do mercado e dos consumidores. Conforme a sociedade muda e evolui, ele também passa por transformações. Depois da Revolução Industrial, com itens massificados, o marketing 1.0 surgiu com força. O foco estava nos produtos, em sua distribuição e venda. As atuações eram locais por causa das barreiras físicas e a comunicação acontecia em apenas uma via — do estabelecimento para o mercado.

Nos anos seguintes, principalmente a partir do final do século 20, essa relação começou a mudar. Agora, os clientes assistiam aos comerciais na TV ou ouviam propagandas no rádio. Por volta dos anos 1990, a compra por catálogos e por telefone explodiu. Então, o foco passou para os consumidores e suas necessidades. A intenção era criar uma experiência satisfatória e que atendesse a requisitos específicos dos compradores.

Recentemente, o marketing 3.0 se consolidou. Essa onda consiste em focar não apenas nas necessidades dos clientes, mas em seus anseios emocionais. Após a análise de 35 anos de estudos, pesquisadores de psicologia concluíram que o processo de tomada de decisão é, majoritariamente, emocional. Ou seja, como as pessoas se sentem é determinante para motivar uma ação.

O marketing 3.0 não apenas sabe disso, como explora o elemento ao máximo. Assim, é focado em gerar experiências de valor e em despertar sentimentos positivos — os quais levam ao consumo.

Como o conceito tem sido aplicado no negócio?

Para que esse tipo de marketing ganhe vida, as organizações precisam, sobretudo, apostar em valores. A comunicação deve ter um propósito e ser significativa, de modo a chamar a atenção das pessoas do jeito certo.

É o que acontece quando uma marca se compromete com a inovação, com a sustentabilidade ou com a igualdade social, por exemplo. Esses aspectos entregam um valor agregado que vai além dos produtos e/ou serviços.

Há, também, o uso de recursos emocionais para chegar até o público-alvo. O storytelling, por exemplo, é uma técnica que consiste em criar e transformar histórias, as quais são contadas de um jeito envolvente. Um comercial emocionante ou a apresentação da jornada da empresa usam essa ferramenta. Acima de tudo, ela explora as emoções e gera novas conexões entre o público e a marca. Então, as pessoas não consomem apenas o que é vendido, mas também esses elementos de comunicação.

Qual é a relação com o patrocínio cultural e esportivo?

Em um cenário tão inovador e que ganha cada vez mais atenção, o patrocínio cultural e esportivo também merece destaque. Quando as empresas investem nas realizações certas, elas ajudam a praticar e a aproveitar ao máximo o marketing 3.0.

Imagine um estabelecimento que decide apoiar um projeto cultural voltado para crianças carentes. A marca gerará um impacto social positivo e autêntico, evitando a sensação de oportunismo. Paralelamente, conseguirá se conectar com o público em um nível muito profundo.

O mesmo vale para o patrocínio esportivo. A Itambé, por exemplo, é uma das patrocinadoras da Move for Cancer 2018. A corrida acontece no Rio de Janeiro e visa a conscientizar sobre a prevenção e luta contra o câncer. Isso coloca a empresa com uma responsabilidade diferente e que cria efeitos diretos no relacionamento com os clientes.

Quais são as tendências dessa abordagem?

O marketing 3.0 tem se tornado uma abordagem tão popular, que há algumas tendências que têm se destacado no mercado. Conhecê-las é essencial para adotar a estratégia certa e capaz de gerar resultados. Veja 5 delas e descubra como colocá-las em prática.

Cativar clientes por meio da satisfação

A satisfação é uma das ferramentas mais poderosas para qualquer empreendimento. Contar com consumidores satisfeitos é sinônimo de fidelização e de criar promotores de marca. A experiência positiva ressoa como indicações e como fortalecimento da empresa em relação aos concorrentes.

Para unir marketing 3.0 e patrocínio cultural nessa tendência, uma dica é patrocinar eventos que integrem os produtos ou serviços e sejam adequados para o público-alvo. Pense em um negócio de alimentos que patrocina um evento cultural voltado para crianças. Com um estande, oferece preparações feitas na hora, saudáveis e nutritivas. Como resultado, as pessoas ficarão mais satisfeitas.

Humanizar o atendimento

Outra tendência é tornar o atendimento humano. Como há a ideia de envolver os sentimentos, é normal que os integrantes do público não queiram ser apenas um número para as marcas. Os consumidores querem ter um relacionamento humanizado e de confiança com os estabelecimentos favoritos, então isso deve ser considerado.

Novamente, o patrocínio cultural é de grande ajuda. Uma empresa de cuidados com a saúde pode patrocinar uma realização cultural voltada para gestantes. No evento, a presença de um time capacitado para realizar testes rápidos de saúde demonstra todo esse cuidado da empresa com as pessoas, o que fortalece a imagem em vários sentidos.

Potencializar a experiência do usuário

Quanto melhor for a experiência do usuário com a marca, melhor tende a ser o relacionamento. Criar uma impressão duradoura e despertar as sensações certas é determinante para que o negócio se destaque dos demais. Em um mercado com opções muito semelhantes, esse é um excelente caminho para explorar o marketing 3.0.

No ambiente cultural e esportivo, as ativações de marca são ótimas pedidas. O Fusion Energy Drink apostou nessa abordagem no Lollapalooza 2017. A marca utilizou uma grande tela virtual e interativa, onde as pessoas puderam escolhiam um estilo para seus copos e provavam os novos sabores do energético — sem precisar pagar. Isso fez com que muita gente tivesse uma experiência diferente e pudesse conhecer os lançamentos quase que de forma exclusiva.

Ampliar a Responsabilidade Social Corporativa

A Corporate Social Responsibility (CSR) ou Responsabilidade Social Corporativa tem a ver com o impacto que a empresa causa na sociedade. Por meio das ações certas, o negócio consegue transmitir uma mensagem social responsável e que auxilia a tornar o mundo melhor. Para os consumidores, é uma forma de despertar os sentimentos adequados.

Para exemplificar, a Hyundai firmou uma parceria com o Museu de Arte do Condado de Los Angeles (LACMA) até 2024. Além de valorizar a diversidade cultural da área, o patrocínio tem o objetivo de incentivar a inovação, a pesquisa e o uso da tecnologia. Com a combinação entre arte e ciência, a marca ajuda a estimular artistas com uma proposta diferenciada e melhora a sua CSR.

Consolidar a transferência de valores

Já que a comunicação é tão importante para o empreendimento que usa a nova onda do marketing, a transferência de valores é uma das tendências. Transmitir a mensagem certa é mais relevante do que nunca.

Com o patrocínio cultural e esportivo, isso é viável ao escolher os projetos certos. Se eles forem condizentes com a empresa, é possível “pegar emprestado” um conjunto de valores e associá-lo à sua marca. A Nat Geo Run, por exemplo, é uma corrida de tema sustentável criada pela National Geographic. Aconteceu em oitos países da América Latina de forma simultânea e contou com patrocínio da Citröen. Assim, a montadora de carros consegue se associar a esse conceito e transmitir tal valor.

O marketing 3.0 já faz parte da realidade das empresas e é o novo jeito de se comunicar com o público. Ao usar o patrocínio cultural e o esportivo, é possível obter resultados ainda melhores e se diferenciar no mercado.

Gostou dessas informações? Então, que tal compartilhar o post nas suas redes sociais? Seus contatos também ficarão por dentro e você poderá começar um debate!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?