Blog

Saiba como funciona captação de recursos para projetos culturais

Saiba como funciona captação de recursos para projetos culturais

 

Para concretizar um projeto cultural e fomentar a cultura e a arte, é importante contar com os patrocínios necessários. Nesse sentido, entender a captação de recursos para projetos culturais é fundamental.

Essa fase é determinante para o planejamento e a execução da ideia. Com os conhecimentos certos, essa etapa torna-se mais fácil e permite gerar benefícios para os artistas, as empresas e o público.

Quer descobrir como montar uma estratégia de captação de sucesso? Então, veja como funciona a captação de recursos para projetos de cultura!

Como conquistar apoiadores?

Para captar os valores para a execução de seu projeto, o primeiro passo é obter a aprovação em uma lei de incentivo que ofereça abatimento fiscal ao seu patrocinador, facilitando muito o processo de convencimento das empresas. Além de dar atenção às questões burocráticas, é fundamental encontrar empreendimentos dispostos a patrocinar o projeto. O processo de persuasão deve incluir as seguintes etapas:

Busque patrocinadores condizentes

Imagine uma atuação cultural sobre alimentação saudável que é apoiada por uma marca de refrigerante. Ou, então, uma realização sobre o meio ambiente com o patrocínio de uma madeireira. Parece incoerente, certo?

Isso acontece quando não há preocupação em selecionar quem serão os apoiadores prospectados. Para que ambos os lados sejam beneficiados, é imprescindível procurar empresas que tenham a ver com o projeto.

Desse modo, identifique valores e missões semelhantes e, só então, parta para a proposta. Seu projeto irá oferecer às empresas a possibilidade de se aliarem aos valores de seu projeto, obtendo retorno positivo para as próprias marcas.

Estude as diferentes possibilidades de financiamento

Dentro do orçamento de uma realização cultural, há diversas alternativas de financiamento. Então, várias empresas podem ser procuradas e oferecer recursos de maneiras distintas. Inclusive pessoas físicas podem apoiar o seu projeto sem gastar nada,  por meio de abatimento fiscal.

Antes de apresentar a solicitação, estude a fundo a cultura empresas patrocinadoras. Essa é uma forma de estabelecer um direcionamento adequado às necessidades do negócio, criando modalidades de, apoio baseadas no tamanho do investimento e nos objetivos estratégicos de cada corporação.

Construa uma rede de apoiadores

Mais que buscar um estabelecimento para custear a realização de um projeto, é fundamental construir uma rede sólida de apoio. Unir vários apoiadores ajuda a diluir os custos, amplia a participação dos interessados e melhora o direcionamento de esforços.

Tenha o cuidado de entender as necessidades de cada apoiador e fazer propostas consistentes. Assim, as chances de sucesso aumentam e a captação de recursos para projetos culturais é simplificada. IMPORTANTE: uma vez que você conseguir um patrocinador, será muito mais fácil mantê-lo em parcerias futuras. Capriche nos relatórios de resultados dos patrocínios, de modo a fidelizar seus patrocinadores.

Ofereça contrapartidas específicas

Uma contrapartida nada mais é do que uma garantia de que um determinado objetivo será atingido. Como em qualquer investimento, as empresas precisam delas antes de alocar valores em um projeto cultural.

Recomenda-se oferecer contrapartidas diferentes de acordo com o tipo de patrocínio, montantes e interesses do estabelecimento. Assim, explique, detalhadamente, quais serão os ganhos em cada caso, como as formas de inserção de marca, a possibilidade de venda de produtos e assim por diante.

Qual é o papel das leis de incentivo na captação de recursos para projetos?

As leis de incentivo fiscal oferecem descontos no pagamento de impostos em troca de investimentos. Na área cultural, as principais são a Lei Rouanet e a Lei do Audiovisual.

O mecanismo de ambas é parecido: a empresa pode investir até 4% do que paga em Imposto de Renda e abater até 100% do valor no pagamento da próxima declaração. Com isso, na prática o investimento sai de graça.

No caso da Lei do Audiovisual, ainda há a possibilidade de a empresa participar dos lucros ou, até mesmo, de vender produtos e oferecer serviços, o que proporciona ainda mais ganhos.

Essas leis são determinantes para o processo de captação porque dão estímulos aos negócios. Com o uso adequado desses recursos, o produtor cultural consegue os valores necessários com maior facilidade.

O que os empreendimentos esperam do patrocínio?

Outro ponto para entender sobre a captação de recursos para projetos são as expectativas dos apoiadores. Somente a exposição de marca não é o bastante, já que, por si só, não aumenta o retorno do investimento.

Acima de tudo, as empresas desejam melhorar a interatividade e o relacionamento com os clientes, bem como transferir os seus valores. Outro destaque é a criação de experiências memoráveis, já que boa parte da percepção de marca está ligada a tal aspecto. Assim, é importante ser capaz de garantir tais pontos.

Agora que você compreende como funciona a captação de recursos para projetos culturais, o processo ocorrerá de maneira fluida. Contudo, é preciso sempre se manter atualizado sobre o tema e as respectivas leis.

Gostou das informações? Conte nos comentários e aproveite para dizer se ainda tem alguma dúvida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo