Blog

Como atrair patrocinadores para o seu projeto: 6 dicas essenciais

Como atrair patrocinadores para o seu projeto: 6 dicas essenciais

Trazer o seu projeto cultural para a realidade não precisa ser difícil. Ao saber como se destacar nos editais ou como conseguir patrocinadores, você terá tudo o que é necessário para colocar o planejamento em prática.

Para chegar a esse efeito, é preciso seguir alguns passos. A intenção é transmitir a ideia certa para convencer o seu interlocutor que patrocinar o seu projeto é uma oportunidade imperdível. O resultado almejado é obter sucesso, muita satisfação e sensação de missão cumprida.

Quer descobrir como captar e convencer os patrocinadores? Veja as 6 dicas que preparamos e fique por dentro!

1. Faça um planejamento robusto

Se você teve o seu projeto cultural aprovado por alguma lei de incentivo, então quer dizer que precisou elaborar um planejamento completo, certo? Entre os elementos, estavam os objetivos, o objeto, o orçamento, o cronograma e a ficha técnica, não é?

Pois bem! Ter tudo isso pronto já é uma boa parte do caminho na hora de captar patrocínios. Afinal, esses elementos servem para que você defina, por exemplo, quanto dinheiro precisa ser captado e em quanto tempo.

Além do mais, pense nas contrapartidas que a sua realização pode oferecer e entenda qual é o público-alvo. Estabeleça, ainda, quantos patrocinadores são necessários e como todo o apoio será administrado antes, durante e após o evento.

Ter tudo planejado é a melhor alternativa para estar sempre preparado e para adotar uma postura efetiva e profissional.

2. Mapeie as empresas que podem patrocinar

Com o planejamento pronto, será mais simples conseguir patrocinadores para o projeto. Ao definir o público e o objetivo da realização, você já saberá quais são os empreendimentos que estarão dentro do perfil da proposta.

Nesse sentido: pense em um festival de música eletrônica voltado para um público de 18 a 34 anos. Assim, procurar apoiadores jovens, descolados e que têm tudo a ver com a realização é uma boa pedida. O Rio Music Carnival 2018, por exemplo, contou com o apoio de marcas como Smirnoff, SKOL Beats e Fusion. Por outro lado, não faria sentido se eles fossem patrocinados por uma empresa de vinhos finos.

Quando você faz esse mapeamento, é mais fácil entender em quais pontos seus esforços devem ser focados e onde estão as melhores oportunidades para conseguir o tão almejado “sim”.

3. Desenvolva uma apresentação profissional

Não é porque o seu projeto cultural é superdivertido e interessante que ele pode ter uma abordagem informal ou, até mesmo, amadora. Afinal, você está pedindo o apoio financeiro de empresas — e isso deve ser levado a sério.

Então, não abra mão de elaborar uma apresentação profissional e bem caprichada. Faça uma introdução sobre a sua realização cultural e demonstre os aspectos relevantes — como objetivos, ficha técnica, datas e locais.

Em seguida, explique qual será o público atingido, as expectativas de desempenho (como tiragem ou venda de ingressos) e quais serão as contrapartidas associadas. Aproveite para integrar a comunicação visual da sua realização à linguagem para o público certo. Assim, as chances de obter o resultado esperado se multiplicam.

4. Demonstre os benefícios para quem patrocina

Durante a apresentação, inclusive, é essencial deixar bem claro que a empresa também é beneficiada ao realizar o patrocínio. Isso é importante porque, muitas vezes, os empreendimentos acham que apoiar a cultura é um custo, quando, na verdade, trata-se de um investimento.

Se o projeto estiver aprovado em uma lei de incentivo, por exemplo, mostre que, na prática, o apoio sai de graça. Pense na Lei Rouanet, que permite o abatimento de até 4% do Imposto de Renda de pessoas jurídicas. Assim, se a empresa paga R$ 10 milhões de IR, ela tem um limite de patrocínio de R$ 400 mil, com abatimento total. Na prática, significa que ela deverá pagar R$ 9,6 milhões de imposto no ano seguinte.

Além disso, é fundamental apresentar outras contrapartidas. Não fique preso à ideia de visibilidade ou de divulgação da marca, pois há muito mais a ser explorado. Entre as possibilidades, estão:

  • criação e/ou promoção de conteúdo nas redes sociais;
  • oferta de ingressos de cortesia para a realização de sorteios;
  • geração de conteúdo exclusivo, como entrevistas com artistas;
  • naming rights;
  • product placement;
  • compartilhamento de dados do público;
  • auxílio para medir o ROI e o ROO; e assim por diante.

Para ter as suas chances de sucesso ampliadas, ofereça contrapartidas específicas para cada empresa. Para tanto, entenda a situação daquele negócio, seu público e seus principais interesses. Ao trazer contrapartidas personalizadas, o seu projeto se torna ainda mais atrativo!

5. Ofereça diferentes opções de patrocínio

Na hora de conseguir patrocinadores, você notará que nem todo estabelecimento tem a mesma capacidade de investimento: pequenas e médias empresas têm um orçamento bem menor do que as grandes corporações.

É preciso levar isso em conta e criar cotas de patrocínio com valores diversos. Se a intenção é arrecadar R$ 400 mil, por exemplo, você pode estabelecer:

  • 1 cota de R$ 100 mil;
  • 2 cotas de R$ 50 mil;
  • 4 cotas de R$ 25 mil; e
  • 10 cotas de R$ 10 mil.

Assim, é possível atrair empresas de todos os tamanhos, potencializando as suas chances. Além disso, não se esqueça de oferecer contrapartidas proporcionais: quem paga mais, também ganha mais.

6. Não desanime e continue tentando

O processo de conseguir patrocinadores exige muita força de vontade e perseverança. Nem todo negócio ficará interessado pela sua apresentação ou terá o valor necessário para o investimento — e está tudo bem.

Encare as negativas como uma oportunidade de aprender sobre o que fazer melhor da próxima vez e como direcionar as suas próximas buscas. Se for preciso, faça adaptações no planejamento ou no mapeamento das empresas. Às vezes, mudar um pouco o foco já garante os efeitos desejados.

O importante é continuar tentando e aprendendo ao longo da etapa. Em algum ponto, você começará a encontrar empreendimentos totalmente alinhados e dispostos a oferecer apoio. Além de tudo, esse processo trará bastante experiência e poderá, até mesmo, facilitar as suas próximas realizações.

Como foi possível perceber, a tarefa de conseguir patrocinadores para o seu projeto não precisa ser um grande desafio. Com boa preparação e uma atuação estratégica, fica mais fácil captar os recursos necessários e, enfim, dar vida à sua realização!

Quer ter acesso a muitas outras dicas e ficar sempre por dentro do que rola no mercado cultural? Então, assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos exclusivos em seu e-mail!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?